13 de mai. de 2020

Coxinha de frango: a história da rainha dos salgados brasileiros - com receita



Mesmo sendo tão popular, pouquíssimas pessoas sabem a origem do quitute. Portanto, pegue seu balde de coxinhas e seu molho favorito e senta que lá vem história. Bom apetite.



Ela é a rainha dos salgados e, sem dúvidas, um dos alimentos mais queridos no país. A coxinha é um prato típico da culinária brasileira e a especialidade de salgado mais consumida no Brasil. Não se sabe ao certo sua origem. Mas, diz a lenda que a coxinha ganhou fama por ser o prato favorito de um príncipe. 

Historiadores da gastronomia relatam que a coxinha já está por aqui desde o século XIX. A identidade do autor da receita, no entanto, é desconhecida. Os chefs franceses que cozinhavam para a família real, desde sua chegada ao Brasil, em 1808, costumavam servir um croquete parecido que encontraram em um livro de receitas brasileiras chamado Cozinheiro Moderno, de 1780. 

A história conta que a coxinha se tornou popular alguns anos depois, a partir de um capricho de Antônio Gastão de Orleans e Bragança, filho da princesa Isabel. O garoto morava na Fazenda Morro Azul, que ficava em Limeira, interior de São Paulo. Como toda criança, tinha suas ‘chatices’ para comer. Suas refeições eram constituídas, basicamente, por coxas de frango (gosto que herdou do rei D. João VI).

Certo dia, a cozinheira da fazenda percebeu que não haviam coxas para o almoço. Por isso, pegou restos de frango, desfiou, envolveu aquele recheio em uma massa e enterrou um osso da coxa, na intenção de agradar e evitar um chilique do príncipe, que tinha fama de mimado. 

O quitute agradou o rapaz e também caiu no gosto da princesa Isabel. Naquela época, o Brasil ainda era colônia de portugal e tudo o que a família real fazia era copiado. Daí se iniciou a popularização da coxinha.

Pouco depois, com a industrialização do Estado de São Paulo, a coxinha começou a ser produzida em larga escala pelas padarias e confeitarias, como alternativa ao frango frito. Por serem feitas de sobras de frangos, era uma forma barata para os operários se alimentarem.

Atualmente, a coxinha é o salgado mais querido do Brasil. Pode ser encontrada em quiosques nas ruas e em restaurantes estrelados. Concursos por todo o país tentam eleger quem faz a melhor receita, que ganhou inúmeras versões. 

RECEITA DE COXINHA DE FRANGO

Rende 80 unidades

INGREDIENTES
  • 4 tabletes de caldo de galinha
  • 1 quilo de frango desfiado e temperado a gosto
  • 3 batatas médias (cerca de 500 g)
  • 2 colheres (sopa) de óleo
  • 6 xícaras de água;
  • 100 g de manteiga
  • 5 xícaras (chá) de farinha de trigo
Montagem:
  • farinha de rosca para empanar
  • 4 ovos batidos
  • óleo para fritar

MODO DE PREPARO

1 - Em uma panela, coloque a  água, o caldo de galinha e as batatas e leve ao fogo. Deixe cozinhar até a batata ficar macia.

2 - Reserve o caldo do cozimento e esprema as batatas ainda quentes e reserve-as.
3 - Em uma panela grande, coloque o caldo reservado, as batatas espremidas e a manteiga e deixe levantar fervura.

4 - Junte a farinha de trigo de uma só vez, mexendo vigorosamente, até obter uma massa homogênea. Cozinhe por mais alguns minutos, mexendo sempre até a massa estar bem cozida e desgrudar do fundo da panela.

5 - Despeje sobre uma superfície e sove a massa delicadamente até esfriar.

Montagem:
6 - Abra pequenas porções da massa na palma da mão e recheie.

7-  Modele no formato de coxinhas, passe-as pela farinha de rosca, pelos ovos batidos e novamente pela farinha de rosca.

8 - Frite-as em óleo quente.

Observações:
-  caldo do cozimento da batata deve ser suficiente para 5 xícaras (chá). Caso falte, complete com água para o preparo da massa.
- Se desejar congelar, embale já empanadas e sem fritar e armazene no freezer por até 3 meses.


Referencia Bibliográfica: A história da Gastronomia Brasileira, de Ricardo Amaral com Robert Halfoun, editora RARA, 2016. 
• Posts Relacionados •

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

PAUTA GASTRONÔMICA
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL