Sexta-feira, 25 de janeiro, meu aniversário. O plano era simples: comemorar com a família, depois trabalho, em um bar ou restaurante qualquer. Porém, ainda na metade do dia, uma tragédia nacional encheu meu coração de lama. Como celebrar a minha vida enquanto centenas de pessoas perdiam a sua? Fiquei sem graça. É difícil escolher um restaurante quando você está triste. Mas minha família me esperava. Eu precisava escolher um lugar que levantasse meu astral, que servisse uma comida reconfortante.  

Baseada nesses critérios, escolhi o Taypá - Sabores del Peru. Eu sempre me sinto abraçada com carinho pelas comidas latino-americanas. Sinto uma forte conexão com a terra, com a natureza e com meu eu interior. Eu só não podia imaginar que a experiência salvaria o meu dia.

Marco Espinoza é, na minha opinião, um dos melhores chefs do Brasil. O cuidado, talento, execução e entrega de alma com a qual ele faz questão de embasar seu trabalho trás o que há de melhor para o restaurante. O garçom que nos atendeu também foi fundamental para o sucesso da minha experiência. Atento aos menores gestos, discreto,ágil, sutil. Infelizmente não recordo o nome. Espero que ele leia isto e lembre de mim.

Foi tudo tão mágico, que voltamos na semana seguinte e fizemos os mesmos pedidos.

Pedidos

Para começar, escolhi um Butifarras (R$45) - sanduíche clássico peruano de pernil suíno cozido por 8h no forno, com especiarias peruanas envolto em um fresco pão caseiro.

Em seguida, pedi um suculento bife de chorizo na brasa, ao molho de shimeji, acompanhado de mil folhas de batata e pimenta amarela (R$82,60). Mais adicional de risoto de alcachofras e aspargos (R$12,00). No geral, o prato estava perfeitamente executado. O destaque fica por conta da carne, que veio no ponto certo, o que é raro em Brasília, como vocês geralmente veem nos stores do nosso Instagram.

Eu não podia deixar de provar o prato mais pedido da casa, segundo o garçon, o Pescado
al azafran. Peixe grelhado, lindamente temperado e no ponto, regado ao molho da divina pimenta rocoto, camarões e açafrão, servidos com croquetes de mandioca recheadas de queijo gruyere (R$89,80). A cada bocado, eu sentia minhas forças sendo renovadas. Para mim, 2019 começou ali.

Na sequência, pedi um Mojadito Picante. Sobremesa composta de biscoito embebido com almíbar de pisco, morango, telha de amêndoas,  gel de laranja e chantilly levemente apimentado (R$32,00). Para coroar a noite, a casa me
presenteou com uma tradicional sobremesa peruana: Suspiro de Limeña. Redução de leite condensado e leite evaporado, finalizado com merengue de vinho do porto (Custa R$25,80, mas foi cortesia).

O prato do meu suspiro tinha meu nome e um delicioso parabéns, escritos com calda de chocolate e uma velinha, que assoprei desejando sentir aquela sensação de afago na alma durante todo o ano. Tudo no Taypá transborda dedicação.




Bebidas

Logo que cheguei, pedi um Tour de Piscos (R$30,00). Trata-se de três mini coquetéis à base do clássico Pisco Sour, sugerido pelo barman. A versão original é semelhante a nossa caipirinha. A diferença é que a nossa é feita com cachaça. Já o pisco, é o nome de duas variedades de aguardente de uva, o que leva o teor alcoólico as alturas. Desafiei o barman a servir apenas as variações com outras frutas frutas. Ele escolheu a La perricholi - pisco, curacau blue, manjericão, suco de limão suco de maracujá. O Pisco Sour marcerado maracujá. E o Apple Pisco - licor de maçã verde creme de maçã verde.
No cardápio, um drink sem álcool chamou a minha atenção e quis prová-lo. Fresas Quebradas (R$19,00): morangos, suco de laranja, suco de uva, suco de pêra,  leite condensado e granadina. Como não sou boba nem nada, pedi que adicionassem um pouquinho de Vodka.

SERVIÇO
Taypá - Sabores del Peru
SHIS QI 17, Bloco G, loja 208.0
@taypadelperu

Deixe um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.