Fácil de fazer, o guacamole pode ser uma opção temática para acompanhar os petiscos durante uma recepção em casa. Seus convidados vão achar chique. Veja abaixo a receita, que moleza


Receber bem os convidados é um desafio para todo anfitrião. Principalmente para um momento informal, de descontração. As comidinhas e tira-gosto são indispensáveis nessas ocasiões. Já que a praticidade é a palavra do momento, trouxemos uma receita mexicana super fácil de fazer e que combina com tudo - o guacamole. Segundo o Chef David Lechtig, 50, Chef e proprietário dos restaurantes El Paso, a comida mexicana é a terceira mais consumida no mundo. Perde apenas para os sanduíches e pizzas, em primeiro e segundo lugar, respectivamente. A culinária mexicana foi a primeira gastronomia eleita como Patrimônio Intangível da humanidade pela UNESCO.  


À base de abacate, o guacamole foi criado pelos astecas, por acreditarem na força da fruta, que contém alto teor de gordura, sendo um ótimo fornecedor de energia e força. Além de ser considerado afrodisíaco. No México, o aperitivo é bastante comum nos “Happy Hour” e como entradas no restaurantes. Pode ser servido com nachos, tortilhas, pães ou massas prontas para wraps. Acredita-se que o Guacamole chegou ao Brasil por volta do ano de 1684. Apesar de ser bem temperado e salgado, contradizendo a tradição brasileira de comer abacate com açúcar, o prato foi bem aceito na nossa culinária, que é bastante miscigenada.  


A rede El Paso é a pioneira em comida mexicana em Brasília. David Lechtig, na verdade, é peruano e foi criado na Guatemala. Sua infância, porém, foi recheada de pratos mexicanos, preparado pela mãe, com quem aprendeu a cozinhar, aos 8 anos. Dela Lechtig também herdou um caderno de receitas manuscritas, que começou a ser escrito ainda pela avó. No Brasil, David se formou em marketing pela Universidade de Brasília. Correndo o risco de perder o visto de estudante, viu em um galpão abandonado a oportunidade de unir seus conhecimentos acadêmicos à sua maior paixão: a culinária mexicana. Em 1995, inaugurou o primeiro restaurante na Asa Sul. Atualmente, além desta unidade, o El paso está na Asa Norte e no Terraço Shopping.


“O Guacamole foi uma das iguarias que levou a gastronomia mexicana a ser eleita Patrimônio intangível da humanidade”, cita o chef. David conta que os astecas amassavam o abacate com algo parecido com um pilão, acrescentavam pimenta e assim era servido. Os outros ingredientes foram introduzidos depois da colonização espanhola. Lechtig explica que o limão foi acrescentado à receita com a função de evitar a oxidação da fruta. "O abacate, depois de cortado, pode sofrer uma alteração na cor por causa do contato com o ar. Com o limão, o prato pode ser feito mais cedo e servido anoite", afirma.

RECEITA



INGREDIENTES


  • 1 abacate manteiga;
  • ½ cebola branca ralada;
  • 1 limão;
  • ½ tomate sem sementes cortado em cubinhos; 
  • coentro a gosto;
  • 1 pimenta dedo de moça;
  • pimenta do reino branca a gosto;
  • sal a gosto. 


MODO DE PREPARO


PASSO 1 -  Amasse o abacate com um garfo ou um amassador de purê. Mas não deixe ficar pastoso. É importante deixar pequenos pedaços da fruta.


PASSO 2 - Esprema o limão no recipiente. A função dele é não permitir a oxidação. Coloque uma pitada de sal e misture bem. Nesse momento, o sal é para ajudar o trabalhgo do limão, não para temperar. Então é só uma pitada mesmo.


PASSO 3 - Acrescente a cebola, o tomate e a pimenta. Misture.


PASSO 4 - A base da iguaria está praticamente pronta. Agora tempere com a pimenta do reino, o coentro ( pode usar salsinha, se quiser) e, por fim, adicione mais sal, se necessário.



PASSO 5 - Coloque em um recipiente especial e sirva com o acompanhamento escolhido. Nesse caso, nachos.








Agora é só servir. Bom trabalho.
Receita do Guacamole do El Paso para o Pauta gastronômica

Deixe um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.